Com um mercado cada vez mais competitivo e o aumento da rotatividade de colaboradores, há um grande desafio para o RH quando o assunto é manter seus talentos. E uma das principais estratégias para diminuir esses números são os benefícios oferecidos que vão além do plano de saúde empresarial.

Em 2016, a taxa de turnover no Brasil foi de quase 40%. Essa rotatividade, tem várias causas e entre elas estão a desmotivação e a falta de valorização. Apresentar benefícios é uma das formas de conseguir prevenir e combater essas estatísticas.

Por que oferecer?

Muitos empresários ainda veem os benefícios como custos, mas eles na verdade são investimentos. Qual a matéria prima da sua empresa? São as pessoas. E é preciso cuidar delas para que a empresa cresça.

A empresa que investe no seu colaborador está investindo no aumento da satisfação no ambiente de trabalho e consequentemente na diminuição do absenteísmo.

Dessa forma, o trabalho começa a fluir melhor com o aumento da produtividade e isso terá impacto direto em melhores resultados.

Além da retenção, uma boa política de benefícios também conseguirá atrair novos talentos.

Quais são os mais desejados pelos colaboradores

Segundo a pesquisa feita pelo Catho, o que mais atrai os brasileiros na hora de buscar novas ofertas de emprego é a assistência médica, seguida pela participação nos lucros e pelo vale alimentação

Confira a tabela completa abaixo:

tabela de benefícios

Benefícios obrigatórios X Benefícios Opcionais

Todo colaborador com carteira assinada em regime CLT tem direito, previsto por lei, a alguns benefícios. Os outros benefícios podem ser feitos ou não pelas empresas conforme a necessidade e a viabilidade deles.

Benefícios Obrigatórios

FGTS

Funcionando como uma espécie de poupança obrigatória, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) guarda 8% do salário do colaborador, onde ele só pode retirar em caso de demissão sem justa causa, aposentadoria, sofrer de uma doença grave ou em outras circunstâncias previstas pela lei.

Vale-transporte

Em caso do colaborador gastar mais que 6% do seu salário com transporte, a empresa é obrigada por lei a cobrir esses gastos, porém fica a critério da empresa fazer o desconto deste benefício na sua folha de pagamento ou não.

13º salário

É direito do colaborador o décimo terceiro salário, pagos em duas parcelas durante o ano referente aos meses trabalhados.

Sendo a primeira parcela paga até o dia 30 de novembro e a segunda até o dia 20 de dezembro, podendo ser adiantada se solicitada pelo colaborador.

Já falamos aqui sobre como é feito o cálculo do 13º salário. Incluir link

Férias remuneradas

Após 12 meses, o colaborador tem direito a 30 dias de férias, recebendo um terço a mais do que a remuneração normal.

Aqui também entram os adicionais noturnos, insalubridade e periculosidade.

banner para baixar a planilha de gastos pessoais

Benefícios Opcionais

Plano de saúde empresarial

Sendo o benefício preferido pelos brasileiros, o plano de saúde empresarial é um benefício bem importante.

A empresa escolhe a cobertura do plano, se ela também vem com plano odontológico e se há a possibilidade deste plano se estender à família do colaborador.

Outro ponto importante é que a organização decide se será descontado algum valor do colaborador ou se irá arcar com o custo total do plano.

Vale-alimentação e Vale-refeição

O vale-refeição é utilizado para o colaborador almoçar/jantar fora e é normalmente calculado com o preço médio de uma refeição na região. A empresa com mais de 300 colaboradores é obrigada por lei a ter um refeitório.

Já o vale-alimentação é direcionado para as compras de casa, ou seja, supermercados, padarias, frutarias, etc. Em algumas empresas são oferecido os dois benefícios e em outras pede-se que o colaborador escolha um deles.

Auxílio-Creche

As empresas que oferecem esse benefício normalmente tem um convênio com alguma creche ou fazem um espaço no próprio local de trabalho para que seus colaboradores deixem seus filhos.

Quando nem uma dessas situações são possíveis, as empresas  acrescentam o valor da creche particular na folha de pagamento ou realizam reembolsos.

Vale Cultura

Neste benefício, o colaborador recebe um determinado valor por mês, podendo ser acumulativo, com o objetivo de que ele invista em livros, peças de teatro, shows, cinema e etc.

Bolsa de estudos

Muitas empresas enxergam a importância de se investir na formação do colaborador. E pensando nisso, as empresas pagam integralmente ou parcialmente cursos e/ou especializações.

Muitas empresas também estão indo além com horários flexíveis e até deixando o colaborador decidir se quer fazer home office, ou seja, trabalhar em casa um dia na semana ou em determinado momento.

 Os benefícios no dia a dia fazem toda a diferença no trabalho e na motivação do colaborador. Quando ele se sente cuidado, ele cuida da empresa!

**Apesar destes benefícios não serem obrigatórios, é preciso que os profissionais de RH consultem a convenção coletiva da categoria que a empresa está associada.