Entenda como o profissional de RH pode elaborar, junto ao colaborador, um plano de carreira de sucesso!

Um dos principais objetivos da maioria das pessoas no mercado de trabalho é obter crescimento profissional. Não apenas no sentido financeiro, mas também na busca de novas experiências e oportunidades de se destacar. 

Após a captação de talentos, criam-se expectativas tanto do colaborador com o novo trabalho, quanto da empresa com o novo membro. Ter uma visão de curto, médio e longo prazo é essencial para que se firmar uma parceria duradoura de sucesso.

O plano de carreira é uma das ferramentas estratégicas que, elaborada em conjunto ao colaborador, pode diminuir as chances de turnover, demissões, desmotivação, falta de engajamento e baixa produtividade.

É aí que o RH entra em ação. O plano de carreira está dentro do planejamento da sua empresa? Ele é mesmo importante? Como elaborá-lo?

 

O que é um Plano de Carreira?

É um plano de ações estratégicas onde o colaborador determina as suas habilidades e interesses, e com base nisso define as  metas para a sua carreira e quais ações devem ser implementadas para alcançá-las.

É um processo contínuo que pode ser alterado em qualquer momento da sua carreira profissional. Nele, está incluído uma visão geral de suas competências, experiências, objetivos e interesses.

 

Banner com CTA do Ebook Geração Z

 

Análise da empresa

Para desenvolver um  bom plano de carreira, é importante que o RH esteja conectado com todas as áreas da empresa. A comunicação é a palavra-chave para que os objetivos estejam alinhados.

Com isso, as metas não só serão traçadas, mas também serão cumpridas da melhor forma e com o mínimo de “surpresas” possíveis. Além de elaborar também planos alternativos caso as coisas não aconteçam como planejadas.

É importante analisar todos os setores da empresa, as pessoas, os salários, quais são os objetivos e metas de cada um. Entenda como essas metas têm sido alcançadas, quais as maiores dificuldades, quais os pontos negativos e positivos, e também como a cultura da empresa está presente em cada um deles.

 

Transparência no plano de carreira

O RH deve ser transparente com o colaborador ao mostrar o cenário real da empresa e todas as oportunidades e vantagens oferecidas.

É importante demonstrar que atingir as suas metas é mérito do colaborador. É dever do RH descrever os cargos e salários e quais os requisitos em termos de formação e habilidades de quem está naquele posto. Assim como os resultados que são almejados pela empresa para aquela área.

Apesar de parecer algo individual, também é de grande valia mostrar que a concorrência existe, mas que ela é boa para estimular o crescimento, busca pela melhora e aprimoramento das suas habilidades, e que tudo faz parte de uma grande equipe.

 

7 passos para elaborar um plano de carreira de sucesso

Em simultâneo, o colaborador e os Recursos Humanos podem trabalhar juntos nessa elaboração. O RH ajuda a traçar o caminho para o objetivo final, identificando as áreas que o colaborador apresenta mais fraquezas e nas quais ele é mais forte, auxiliando no seguimento na sua carreira.

Veja 7 passos que te ajudarão:

 

1. Autoavaliação

O colaborador deve analisar suas habilidades, qualidades, defeitos, valores, interesses, seu estilo de vida, sua personalidade e seus sonhos.

 

Veja também:

Responsabilidade Social: qual o papel do RH na sua construção?

5w 2h: o que é e como aplicar na rotina da empresa

 

2. Análise do mercado de trabalho

Como está o mercado de trabalho a qual está inserido? Como ele funciona na sua cidade, no seu país e no mundo. O que o colaborador está buscando dentro dele que pode servir como referência para o que acontece lá fora?

 

3. Diagnóstico da empresa

Qual a visão e os valores da empresa? Estão alinhados com os seus? Como funciona a progressão de carreira? Quais os benefícios e investimentos que fazem sentido para o colaborador? 

Como a empresa está inserida no mercado? Qual o feedback dos colaboradores? 

Entre outros pontos que sejam importantes para a pessoa que está elaborando o seu plano de carreira.

 

4. Rede de contatos

É bom se relacionar com pessoas da sua área e aqueles que podem te ajudar a crescer e a se desenvolver, seja dentro ou fora do seu departamento. Pense fora da caixa!

 

5. Linha do tempo

Na construção da linha do tempo é possível ver, junto ao RH, o que foi feito no passado do colaborador. Tanto suas experiências, os pontos negativos e positivos, como também as lições aprendidas. 

Assim como pode-se ver o que está sendo feito no presente, para que o que for traçado para o futuro possa se concretizar.

 

6. Metas e prazos

É importante estabelecer metas de curto, médio e longo prazos, que podem ser alteradas conforme os acontecimentos, mas que estejam ali para que se tornem mais reais.

Quando você às determina, consegue ter uma visão maior do que deve fazer para alcançá-las, além de identificar as possíveis dificuldades que irá enfrentar e achar formas de superá-las.

 

7. Plano de carreira em ação

Aqui deve-se descrever tudo que será feito para atingir os seus objetivos que, junto com o RH, definirá as melhores estratégias para este fim. 

 

Um plano de carreira é algo bastante individual, mas quando já se está dentro da empresa, o RH é fundamental para te ajudar a alinhar as suas metas com os da empresa e assim caminharem juntos para alcançar os seus objetivos.